Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > A Guarnição > Uncategorised > Historico de João Pessoa
Início do conteúdo da página

Historico de João Pessoa

Publicado: Sexta, 05 de Abril de 2019, 14h32 | Última atualização em Sexta, 05 de Abril de 2019, 14h34 | Acessos: 113

João Pessoa é um município brasileiro, capital e principal centro financeiro e econômico do estado da Paraíba. Com 791 438 habitantes (estimativa de 2015), é a quinta cidade mais populosa da Região Nordeste e a 14ª do Brasil e sua região metropolitana, formada por João Pessoa e mais onze municípios, tem uma população de 2 982 297 pessoas (IBGE/2015), a sexta maior do nordeste brasileiro.

É uma das capitais de melhor qualidade de vida do Nordeste. João Pessoa foi uma das duas principais cidades da Nova Holanda, junto com Mauritsstadt (a atual Recife). Possui antigo e vasto patrimônio histórico, similar ao de Olinda (mas, ao contrário desta última, manteve seu status de sede). Dados de 2000 mostram João Pessoa como a capital menos desigual do Nordeste, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, com o coeficiente de gini de 0,630, embora tal índice seja considerado "muito alto" de acordo com a ONU.

É conhecida como "Porta do Sol", devido ao fato de, no município, estar localizada a Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas, o que faz a cidade ser conhecida como o lugar "onde o sol nasce primeiro nas Américas". Fundada em 1585 com o nome de "Nossa Senhora das Neves", a cidade de João Pessoa é a terceira capital de estado mais antiga do Brasil, tendo já sido fundada com título de cidade. Durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, João Pessoa recebeu o título de "segunda capital mais verde do mundo". Segundo um cálculo baseado na relação entre número de habitantes e área verde, ficando atrás apenas de Paris, capital da França.

A cidade de João Pessoa foi considerada, pela organização International Living, como uma das melhores cidades do mundo para se desfrutar a aposentadoria. No ranking feito anualmente pela organização, a capital paraibana surge ao lado da também nordestina Fortaleza como as únicas cidades brasileiras citadas na lista nesse ano. Apenas cinco cidades sul-americanas foram incluídas. Além das brasileiras, Montevidéu, Colônia do Sacramento e Punta del Este, todas no Uruguai, completam as cinco cidades da América do Sul indicadas para se desfrutar aposentadoria.

Fonte: Wikipedia.

 

AEROPORTO DE JOÃO PESSOA:

(IATA: JPA, ICAO: SBJP) localiza-se em Bayeux, Região Metropolitana de João Pessoa, Paraíba.

Distante 11 Km do centro de João Pessoa e a 22 Km da Praia de Tambaú, seu acesso se dá através da BR-230 (região das praias) ou da Via Oeste (centro da cidade). Sua localização é privilegiada com relação a obstáculos por abranger terrenos situados em um altiplano de cotas hidrográficas em torno de 65 metros e estar suficientemente afastado das áreas urbanas ou de grande expansão imobiliária.

A ocupação do solo nas imediações apresenta baixa densidade demográfica e grandes espaços vazios; os empreendimentos existentes são industriais de porte médio e as residências são do tipo casa de campo. Não há acidentes geográficos de grande porte e as edificações baixas não constituem obstáculos às operações aéreas.

Em uma área de 8 947,72 metros quadrados, o atual terminal de passageiros dispõe de dois pavimentos, jardins e amplo estacionamento de veículos. Salas de embarque e desembarque, saguão, balcões para recebimento e entrega de bagagens, guarda-volumes, guichês para companhias aéreas, lanchonete/restaurante, box para informações turísticas, lojas, locadoras de veículos, serviços de taxi e estacionamento privativo.

O aeroporto ainda não dispõe de pontes de embarque (fingers), o que causa desconforto no trânsito dos passageiros até as aeronaves em dias de chuva.

TERMINAL RODOVIÁRIO

A rodoviária, para transporte intermunicipal, localiza-se no bairro do Varadouro e permite a conexão de ônibus com outras cidades do estado e do Brasil. A rodoviária é bem movimentada, principalmente em finais de semana e feriados.

EDUCAÇÂO SUPERIOR

Instituições públicas de ensino superior

    Instituto Federal da Paraíba (IFPB)
    Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
    Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Instituições privadas de ensino superior

    Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
    Faculdade de Ensino Superior da Paraíba (FESP)
    Faculdade Maurício de Nassau
    Faculdade Brasileira de Ensino, Pesquisa e Extensão (FABEX)
    Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba (FCM-PB)
    Faculdade DeVry João Pessoa (DeVry JP)
    Faculdade de Enfermagem Nova Esperança (FACENE)
    Faculdade de Medicina Nova Esperança (FAMENE)
    Faculdades Asper
    Faculdade Santa Emília de Rodat (link externo)
    Faculdade Internacional da Paraíba (FPB)
    Faculdade de Tecnologia (da Paraíba) (FATEC-PB)
    Instituto Paraíba de Educação e Cultura (IPEC)
    Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP)
    Instituto Paraibano de Ensino Renovado (INPER) (FPPD)
    UNAVIDA Universidade Aberta Vida (UNAVIDA)
    Universidade Estácio de Sá

MERCADO IMOBILIÁRIO

João Pessoa passa por uma intensa expansão imobiliária. A cidade é um verdadeiro canteiro de obras com destaque ao grande número de empreendimentos do segmento empresarial e residencial sendo erguidos. Há prédios e arranha-céus de altíssimo luxo sendo construídos, João Pessoa já é considerada a capital do Nordeste com o maior número de arranha-céus e a quarta capital mais verticalizada do Brasil, sendo proporcionalmente a mais verticalizada (tem mais arranha-céus que várias metrópoles regionais que estão entre as maiores do mainland, mesmo sendo uma metrópole proto-regional, no entanto a que mais cresce no Nordeste Oriental e Setentrional no último Censo). 5 dos 6 maiores edifícios do Nordeste atualmente estão localizados em João Pessoa. O Tour Geneve (Maior arranha-céu do Brasil em construção) é um dos diversos empreendimentos sendo construídos. A alta demanda e o fato de muitos estrangeiros (principalmente europeus) estarem adquirindo imóveis causou uma altíssima especulação imobiliária e comercial. A cidade é uma das capitais mais caras do Norte-Nordeste em termos de aquisição de moradia. O Altiplano possui o skyline mais alto, visível a dezenas de quilômetros, o bairro de Manaíra possui a maior densidade e o Bessa a maior expansão em área verticalizada. Vale ressaltar que prédios acima de 3 andares andares em toda a orla da cidade são proibidos por lei estadual, conhecida popularmente como "Lei do Espigão".


ALUGUEL


Valores, em bons bairros, variam de R$ 900,00 à R$ 1.500,00. A partir deste patamar, é possível alugar nos bairros mais nobres da cidade.

Fim do conteúdo da página